Eu, Você e A Garota Que Vai Morrer

Livro que deu origem ao filme vencedor do Festival Sundance 2015, nas categorias Público e Crítica, com estreia marcada para 12 de junho nos EUA, Eu, você e a garota que vai morrer é uma mistura perfeita entre drama e humor e um retrato preciso da adolescência em face do amadurecimento. Na trama, Greg tem apenas um amigo, Earl, com quem passa o tempo livre jogando videogame e (re)criando versões bastante pessoais de clássicos do cinema, até a sua mãe decidir que ele deve se aproximar de Raquel, colega de turma que sofre de leucemia. Contrariando todas as expectativas, os três se tornam amigos e vivem experiências ao mesmo tempo tocantes e hilárias, narradas com incrível talento e sensibilidade.

Título: Eu, você e a garota que vai morrer
Autor(a): Jesse Andrews
Editora: Fábrica231
Páginas: 288
Ano: 2015
Nota: 




Recentemente eu aprendi que é mais difícil falar de um livro que não gostou do que incentivar alguém a ler algo que você gostou. Como dizer pra uma pessoa que você não gostou de um livro sem influenciar? Eu não sou dona da razão pra dizer que um livro é bom ou ruim, ele funciona ou não funciona comigo. O que não quer dizer que o contrário pode acontecer com outro leitor. Esse livro não funcionou pra mim, o que não significa que o mesmo vá acontecer contigo. 

O pior vilão de um leitor é a expectativa, é ir com sede ao pote e perceber que o pote esta vazio. Esse livro é um grande vazio. Justamente é isso que o personagem diz no epílogo: "Na pior das hipóteses, deveria provar que, na verdade, nem todo mundo pode escrever um livro, a menos que a gente esteja falando de um livro que vai bater o recorde de vazio, então, no mínimo, este é um bom livro."



Eu conheci EVEAGQVM através de vídeos no youtube e até fiquei pensando se valia a pena comprar em inglês pra tentar ler ainda bem que não comprei. Quando soube que o livro ia ser lançado aqui fiquei super feliz, mais feliz ainda quando achei em uma promoção por 10 reais. Ele chegou e já comecei a ler mas foi um balde de água fria. 

Os problemas começaram com título, originalmente ME, EARLY AND THE DYING GIRL poderia ser traduzido como EU EARLY E A GAROTA QUE ESTA MORRENDO mas chegou como EU VOCÊ E A GAROTA QUE VAI MORRER. (Early é um personagem). Pode parecer coisa besta mas na minha opinião influencia muito um leitor atento antes de começar a leitura. Prosseguindo, logo veio as primeiras páginas. O autor entrega o livro para leitor como se aquilo fosse um nada, sem sentido e que nem merece ser lido. Tudo bem que pode ser uma brincadeira e tals mas eu não consigo ver assim. Então, desde as primeira páginas minha leitura começou meio chué. O desenvolver da história não foi diferente. 

Mesmo com capítulos curtos, diálogos e uma diagramação que influencia uma leitura rápida, a vida de Greg para mim não foi envolvente. Greg é um guri normal, que não é amigo de ninguém mas colega de todos. Ele desenvolveu uma teoria em que, se ele conseguisse ser reconhecido (ao menos com um oi) por todas panelinhas do colégio, ele sobreviveria ao ensino médio. Também conhecemos Early, o melhor amigo de Greg. Pera, eu disse que ele não tinha amigo? Pois é. Ele tem Early. Os dois é o mais próximo de uma amizade, com suas diferenças eles encontraram o amor pelos filmes em comum e o passatempo deles é fazer roteiros e gravar filmes inspirados em clássicos. Em uma rotina monótona, conhecemos Rachel, que é a garota que vai morrer NOSSA UM SPOILER AI MEU DEUS '-' por favor menos! esse é o título do livro, briguem com a editora é diagnosticada com câncer e a mãe de Greg o obriga a fazer companhia a menina. O problema que Greg é um babaca. 

Na verdade, o problema pra mim foi tudo. Greg, que também é autor/narrador desse livro nos diz nas primeiras páginas: 
Não faço ideia de como escrever este livro idiota. Será que posso simplesmente ser sincero com vocês por um segundo? Esta é a verdade literal.
Esse não é um livro com uma mensagem, ou um propósito, ele não te ensina sobre amizade ou qualquer outra coisa. Para mim, ele não foi nem divertido. Mesmo Greg algumas vezes sendo engraçado, não me convenceu como personagem, se eu conhecesse um Greg na vida real, ele não estaria no meu círculo de colegas. Os capítulos do livro acabam caindo numa rotina que tornam a leitura arrastada, e a falta de sentido de tudo não leva a canto nenhum. Eu que achei que o final iria melhorar, quebrei a cara de novo. Realmente, nada acontece. Do começo ao fim. 290 páginas de nada! E tentando ser engraçado, Greg,nosso narrador interativo em vez de levar o leitor pra dentro do livro, fica insultando e degradando o próprio trabalho.

Pra não falar que é tudo horrível, há algumas cenas engraçadas e o diferencial de algumas partes serem escritas em forma de roteiro de filme. Além dessa capa ser maravilhosa </3 A editora honrou esse belo trabalho,e isso eu reconheço. 

Tudo bem que pode ter sido um livro para entretenimento para algumas pessoas, mas pra mim não foi. Não quero dizer NOSSA NÃO LEIA É RUIM, mas esse não seria uma indicação para um amigo. Se futuramente você ler e gostar, me chama, podemos conversar e discutir sobre. Se futuramente você ler e também não gostar, lembre-se de mim pois aceitei a árdua tarefa de pegar um livro no auge e dizer ELE NÃO É LÁ ESSAS COISAS. 


Um beijo, até a próxima 

12 Comentários

  1. Oi
    Pena que não gostou dessa leitura, tinha visto umas resenhas positivas e tenho curiosidade em ler
    mais não com urgência, pena que achou que o livro é vazio.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É :(
      Uma questão individual né. Leia e me conte o que achou. Bj

      Excluir
  2. Nossa, eu estou meio perdida a respeito deste livro, uns falam que gostaram e outros não :/ Mas, parabéns pela resenha, realmente é muito difícil fazer um comentário sobre um livro que não gostamos.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada :D
      Leia, ai você acaba decidindo de que lado ficar hahaha e depois me conta o que achou.
      bj

      Excluir
  3. Olá Jess,
    Estou para fazer a resenha desse livro, pois senti quase que o mesmo que você.
    A história começa no NADA e vai para o NADA, o personagem não ensina nada sobre amizade ou comprometimento com o próximo, seus pensamentos são desconexos e ele fez tudo aquilo por obrigação.
    Esse livro não me acrescentou em nada e fico imaginando como será a adaptação.
    Gostei muito da sua resenha e concordo, é muito difícil fazer resenha de um livro que não gostamos.
    Beijos
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muuuuuto obrigada Bruna!
      Realmente,foi muito difícil. Tanto a leitura quanto escrever sobre ele.
      bj

      Excluir
  4. Oie, gostei muito das suas explicações sobre não ter gostado, é horrível quando temos tanta expectativa com algo e nos decepcionamos.
    missliterary.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Já vi tanto resenhas positivas quanto negativas, realmente, é difícil falar de algo que não gostamos.
    Beijos

    http://beingasunshine.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Eu to vendo muitas resenhas negativas desse livro mas eu amei ele, haha. Mesmo sem propósito, frases de efeito e um grande acontecimento eu gostei bastante. Mas entendo como é ir com muita expectativa num livro e não gostar. :(

    Beijos!
    http://www.prateleiracolorida.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah, que legal Beatriz. Fico feliz de ver opinião diferente sobre o livro :D bj

      Excluir